+CampeonatosCampeonato MundialCampeonatosNotíciasNotícias do TourNotícias QS1000 - QS3000Surfistas

Peruano Lucca Messinas está focado em entrar para o CT

Buscando umas quartas de final no Havaí para não depender do resultado de seus adversários

O peruano Lucca Messinas está focado em entrar na elite mundial de surf atualmente estando na zona de classificação para o CT.

Peruano Lucca Messinas está focado em entrar para o CT

O surfista de Máncora, atleta olímpico em Tóquio 2020, está na zona de classificação para o World Championship Tour (WCT), após seu último resultado, um quinto lugar no Challenger Series.

Messinas, de 25 anos, chegou às quartas de final nas olimpíadas e impressionou na praia de Tsurigasaki, onde competiu com a maioria dos melhores surfistas do planeta, junto com alguns atletas da World Championship Tour (WCT), que funciona como uma espécie de primeira divisão do surf mundial.

Hoje, Lucca está a um passo de atingir o seu objetivo de estar na elite mundial de surf.

Após um valioso quinto lugar no Quiksilver Pro France, com o qual obteve 5.000 pontos e subiu para sétima colocação do ranking da Challenger Series, o novo formato de segunda divisão da WSL, que determina que apenas os doze primeiros de seus rankings mundiais, junte-se ao WCT no próximo ano.

Agora, o último obstáculo do atleta será o Haleiwa Challenger, de 26 de novembro a 7 de dezembro, no Havaí.

Prancha de Equilíbrio

Lá, Messinas buscará se tornar o segundo peruano a chegar ao Campeonato Mundial, depois de Sofia Mulanovich, que até foi proclamada campeã do prestigiado circuito na temporada de 2004.

Disse o atleta:

Não será nada fácil, porque o ranking é apertado e tudo pode acontecer no fechamento do campeonato.

Chegar às quartas de final no Havaí me colocaria praticamente dentro.

Não posso deixar passar e pensar que aqueles que estão atrás de mim vão se dar mal.

Parafina Fuwax

Da posição sete à doze esta tudo embolado, com pouca diferença de pontuação e aberto aos atletas abaixo no Ranking

Então, se der errado, eles podem praticamente me deixar de fora.

O objetivo é se classificar para o CT sem depender dos resultados dos outros.

“O Havaí é um lugar difícil. As ondas onde você compete também são muito difíceis, em comparação com as dos havaianos que são boas.

Eu não sinto que tenho pressão. Todo este ano corri sem pressão e valeu a pena.

Vou entrar na água e dar todo meu potencial, aconteça o que acontecer vou representar o meu país da melhor forma.

Estou muito relaxado e curtindo este grande momento que estou vivendo ”

#estamosnatorcida

Mostrar mais

Eduardo Barrionuevo

Eduardo Barrionuevo é surfista profissional e compete atualmente as etapas do CBSurf. Nascido em Iguape, atualmente ele treina no Guarujá e é um atleta do time da Gangster, entre outros patrocínios. Barrionuevo possui conhecimento profundo do mundo do surf dando uma visão crítica e especializada as notícias do portal . Edu é atleta patrocinado da Gangster, e recebe apoios da Águas Claras Sr. Altino, Botton Fins , D+Sports , Ótica Di Fiori, TH Surfboards e LivreSurf. Contato: eduardo@livresurf.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
loja.livresurf.com.br