NotíciasNotícias QS6000 - QS10000

Jack Robinson é o vencedor do Vans World Cup of Surfing

O australiano venceu pontuando na prioridade dos demais atletas

Terminou a pouco o Vans World Cup of Surfing, QS valendo 10.000 pontos e segunda etapa da Tríplice Coroa Havaiana.

O vencedor foi o australiano Jack Robinson, coroando sua final com possivelmente o mais belo tubo de todo o evento que lhe rendeu um 9,40.

Um fato curioso é Jack desenhou sua vitória surfando as ondas abandonadas pelos detentores da prioridade, mostrando uma incrível leitura do mar para identificar ondas onde ninguém viu.

Jack Robinson
SUNSET BEACH, UNITED STATES – NOVEMBER 27: Jack Robinson of Australia advances to round 4 of the 2019 Hawaiian Pro after winning round 3 heat 9 at the 2019 Vans World Cup of Surfing on November 27 2019 in HI, USA. (Photo by Tony Heff/WSL via Getty Images)

Outro fato curioso da final, é que Jack deixou todos os demais atletas em combinação:

Jack Robinson Score
Jack Robinson Score

Os dois brasileiros que seguiam na disputa foram eliminados, Chumbinho nas quartas de final e Wesley Dantas na semifinal do Vans World Cup of Surfing.

Parafina FuWax
Wesley Dantas Hawaii
SUNSET BEACH, UNITED STATES- DECEMBER 01: Weslley Dantas of Brazil advances to Round 4 of the 2019 Vans World Cup of Surfing after placing first in Heat 14 of Round 3 at Sunset Beach on December 01, 2019 in Hawaii, USA.
(Photo by Keoki Saguibo/WSL via Getty Images)

Os brasileiros hoje:

A primeira participação brasileira no evento de hoje foi nas quartas de final:

Quartas de Final

Wesley Dantas e Kanoa Igarashi passaram uma bateria difícil, onde João Chianca e Kolohe Andino deram trabalho.

Kanoa Igarashi mostrou um surf de muita força, com manobras que jogavam água longe, fez uma somatória com poucas ondas, mas muito bem escolhidas, o que o destacou dos demais.

Wesley Dantas pegou a melhor onda da bateria, um 8,47 de um tubo que conseguiu encontrar, ficou com uma boa profundidade e a onda tinha um bom tamanho.

João Chianca mostrou muito surf, uma pena não ter conseguido, mas mostrou coragem em ondas de bom tamanho, muito compromisso e manobras bem desenhadas, bonitas de ver.

Protetor Solar Ponchos

Kolohe Andino também tentou bastante mas não achou ondas que pudessem dar notas mais expressivas, chegou a entubar e sair mas em uma onda menor, ainda tentou finalizar com um aéreo que não deu certo.

Mas o melhor destaque para o norte americano foi uma banana para os juízes em sua última onda, não entendi de qual nota ele estava reclamando…

Semifinal

Wesley Dantas reencontrou Kanoa Igarashi na semifinal da disputa.

Na água com eles, os australianos Jack Robinson e Ethan Ewing (que conseguiu a classificação para o Tour 2020).

Uma bateria difícil de assistir, Wesley Dantas pegou apenas duas ondas, a primeira sem tamanho para gerar uma nota expressiva, valeu 4,17 e a segunda já era no final da bateria, uma onda muito pequena, redeu só 1,83.

O primeiro lugar ficou com Jack, que achou as ondas de maior tamanho e soube aproveitá-las muito bem, com manobras de expressão.

O segundo lugar foi definido na última onda, onde Ethan Ewing virou sobre Igarashi.

#EstamosNaTorcida

Mostrar mais

Rodrigo Morais

Especialista no mercado de tecnologia com 17 anos de experiência, focado em segurança da informação. Surfista amador frequentador das praias da vibrante ilha de Guarujá. Fotógrafo especializado na captação de esportes, especialmente o surf. Contato: rodrigo@livresurf.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar