Uncategorized

Italo Ferreira vence a primeira bateria Olímpica de Surf

Em ondas pequenas o brasileiro foi pela estratégia dos aéreos

Finalmente o Surf se tornou Olímpico e o atual campeão mundial de surf Italo Ferreira foi um dos 4 que tiveram a honra de estrear o esporte em Tóquio.

Com exceção de Italo e do italiano Leonardo Fioravanti os nomes não eram tão conhecidos, as ondas, estavam mais para um evento de QS, mas não importa a empolgação de ver o surf nas Olímpiadas fez com que muita gente se mobilizasse para assistir o evento.

Italo Ferreira
Italo Ferreira

Italo Ferreira vai pela estratégia de aéreos

Em ondas pequenas, Italo foi desde o início por uma estratégia de manobras aéreas. Conheço bem esse caminho, mas normalmente acho arriscado.

O aéreo quando acertado tende a dar notas muito boas, mas o risco do erro é grande. Logo, normalmente montar uma base de notas com manobras de base e a partir delas ir para os aéreos, parece ser mais conservador.

Mas Italo é um show man! E nos deixou com o coração na boca até os 5 minutos da bateria, pois ele ficou todo este tempo atrás de Ohhara, surfista japonês que acertou bons aéreos.

Prancha de Equilíbrio

Round não eliminatório do Surf nas Olimpíadas

Neste round, classificam-se os dois primeiros para o Round 3. Os outros dois ficam para a repescagem, aqui chamado de round 2.

Com o resultado desta bateria, temos Italo e Ohhara literalmente voando direto para o round 3.

Viva o surf olímpico!

#EstamosNaTorcida

 

Parafina Fuwax
Mostrar mais

Rodrigo Morais

Especialista no mercado de tecnologia com 17 anos de experiência, focado em segurança da informação. Surfista amador frequentador das praias da vibrante ilha de Guarujá. Fotógrafo especializado na captação de esportes, especialmente o surf. Contato: rodrigo@livresurf.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
loja.livresurf.com.br