NotíciasNotícias QS6000 - QS10000Qualifying Series

Hawaiian Pro – Resumo do Round 3 para os brasileiros

Ian Goveia avançou para o próximo round com Tomas Hermes e DVD

E rolou hoje o round 3 do Hawaiian Pro, QS 10.000 que acontece na praia de Haleiwa, Oahu, Hawaii e é a primeira das 3 etapas da Tríplice Coroa.

Já falamos do Round 2 na matéria de ontem, que você pode ler clicando aqui.

Ian Gouveia
Ian Gouveia

Final do Round 2 do Hawaiian Pro

O evento começou hoje pagando as baterias do Round 2 que ficaram na espera ontem, e dentre os brasileiros quem avançou foram Luel Felipe e Alejo Muniz.

Round 3 do Hawaiian Pro

No Round 3 entraram em cena, como cabeças de chave, atletas do CT e os mais bem classificados no QS, aumentando as expectativas e desafiando os locais.

O primeiro brasileiro foi Willian Cardoso, o Panda, que acabou sendo eliminado na bateria 2.

Parafina FuWax

Vale o destaque que em sua bateria Leonardo Fioravanti surfou muito bem, já o brasileiro, não se encontrou nas ondas de Haleiwa, ficou inclusive com a prioridade durante bastante tempo não aproveitando a vantagem para aumentar sua somatória que terminou bastante baixa.

Deivid Silva, veio na sequência na bateria 3, avançando para o próximo round

Deivid Silva passou em segundo essa bateria, surfou muito bem, sem contudo surpreender, mesmo sua última onda, onde fez um belo floater e voltou comemorando, tratava-se de uma onda pequena e a nota sequer entrou no somatório.

Tomas Hermes também avançou surfando na bateria 4

Tomas Hermes deu um susto deixando para chegar no segundo lugar, que lhe dava a classificação para o próximo round, nas 3 últimas ondas.

Protetor Solar Ponchos

Miguel Pupo levou a virada nos últimos minutos e perde a classificação

Pupo surfou bem, mas precisava ter trocado sua segunda nota o 4,33 para conseguir seguir adiante. Para isso deveria ter escolhido uma onda maior. Nos últimos minutos Dylan Lightfoot trocou sua segunda nota avançando sobre o brasileiro.

Pupo ainda tentou uma última onda, mas ela não tinha o tamanho necessário para dar uma nota expressiva. Ele mandou boas manobras e extraiu tudo que dava dali, mas não foi o bastante.

Ian Gouveia avançou com uma excelente apresentação, Alex Ribeiro ficou pelo caminho

Ian Gouveia começou surfando botando pra baixa e dropando no vazio pra arrancar um 8,33 dos jurados, mas ainda assim ficou para o final da bateria a missão de conseguir a classificação.

Com esta nota, ele ficou muito tempo no terceiro lugar. Ao final, ele mandou uma boa onda de drops difíceis que lhe renderam um 6,50 e a liderança da bateria.

Alex Ribeiro, por outro lado, deu azar de cair em uma bateria muito dura, sua somatória com outros competidores seria o bastante para avançar mas não aqui. Alex ainda tentou uma última onda, mas ela não tinha o tamanho necessário para ele recuperar sua somatória.

#EstamosNaTorcida

 

 

 

Mostrar mais

Rodrigo Morais

Especialista no mercado de tecnologia com 17 anos de experiência, focado em segurança da informação. Surfista amador frequentador das praias da vibrante ilha de Guarujá. Fotógrafo especializado na captação de esportes, especialmente o surf. Contato: rodrigo@livresurf.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar