Aprender a SurfarMonoquilha por amor - Flavio Borges

Aprendendo a surfar

Aprender a surfar vai muito além de deslizar sobre as ondas.

 

Quando recebo perguntas referente as minhas aulas de surf, antes mesmo de responder sobre valores ou até mesmo se tenho agenda aberta para algum horário específico, costumo fazer algumas perguntas do tipo:

– Qual sua vivência com o mar e se já teve algum tipo de contato com o surf?

– O que te motivou aprender a surfar?

– Surfar não é apenas ficar de pé em uma prancha e sim aprender e entender o que o mar tem para nos mostrar, sabia disso?

Prancha de Equilíbrio

 

Essas são algumas das perguntas que faço dependendo de quem me procura para aprender a surfar.

 

“O surf vai muito além de deslizar sobre as ondas, está ligado ao que nós aprendemos com as ondas e o mar”.

 

Parafina Fuwax

Se tratando de surf, tenho sempre em minha mente a forma que aprendemos a cada momento que estamos conectados com o mar, através de uma mergulho ou um jacaré “bodysurf” que pegamos até o raso ou mesmo aquela onda surfada em um dia de frio.

Aprender a surfar vai muito além de deslizar sobre as ondas.

O surf nos ensina ser uma pessoa com um olhar mais atento ao meio onde vivemos “Natureza” e a forma que enxergamos o mundo em que estamos conectados.

Surf não tem cor, gênero, crença, cultura ou classe social, mesmo sabendo de tudo isso, ainda vemos que o surf está ligado diretamente a forma que enxergamos o mundo.

Durante minhas aulas apresento o surf da forma que eu enxergo, como um momento onde temos o contato com a nossa mais pura essência. Dentro do mar vemos o quanto somos pequenos e que temos a natureza como casa. Quando falo de casa quero dizer:

Quando estamos dentro da nossa casa “Lar” gostamos de ter paz, tranquilidade e descansar” dessa forma o mar ele me remete exatamente isso “Lar”.

Onde iremos respeitar, limpar, assim mantendo nosso lar sempre conectado conosco.

Aprender a surfar é muito prazeroso, onde eu indicaria para todas as pessoas, sendo elas de qualquer idade, cor, gênero ou classe social. Ou seja a qualquer ser humano.

Surfar e estar em contato com as ondas e o mar, nos deixará cada um de nós o mais próximos da pura essência de viver, sentir e perceber o quanto somos pequenos e grandes o suficientes para agradecer pela nossa existência e por ter o surf como estilo de vida.

Surfar é a arte de deslizar sobre as ondas, sabendo que somos pequenos e grandes o suficiente para agradecer pela nossa existência.

 

Quem tiver interesse em aprender a surfar, segue o perfil do instagram @monoquilhaporamor ou @fl.borgez só enviar um direct.

 

Aprendendo a surfar por

Flávio Borges.

MonoQuilha Por Amor

Mostrar mais

Flávio Borges

Flávio Borges é surfista amador há mais de 25 anos no Guarujá, onde teve algumas atuações em competições amadoras de pranchinha. Após o ano 2000, apaixonou-se pelo long board, desde então é amante do surf clássico. Atuou com projetos sociais na cidade de Guarujá através do surf inclusivo, voltado a crianças em situação de vulnerabilidade social. Hoje atua com sua coluna no portal LivreSurf MonoQuilha Por Amor trazendo noticias voltadas ao mundo do loggers. Professor de surf e amante das ondas Além disso escreve sobre Paixão por Surf / Comidas / Viagens / Arte

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar