Notícias

Adriano de Souza lança documentário sobre sua história

Escondido e com uma prancha de 30,00 reais de bico torto, foi assim que Adriano de Souza, nosso campeão mundial de surf de 2015 começou a surfar.

No pico conhecido como Sobre as Ondas, entre as praias de Pitangueiras e Astúrias no Guarujá, o Mineiro passava horas acompanhando os amigos a surfar, época de muita vontade, mas poucas oportunidades, segundo o próprio Mineiro, a grana não dava para a bermuda de surf.

São estas histórias que ele decidiu contar no documentário da Red Bull TV, Adriano de Souza: O Capitão e a Tempestade.

Adriano de Souza
Adriano de Souza – Foto Mateus Dumas @m.dfilms

Adriano de Souza: O Capitão e a Tempestade

Um documentário curto, de apenas 11 minutos, tenta condensar a essência de Mineiro. São anos de carreira, de ondas surfadas, de vitórias e lutas.

Divertido e denso, o documentário escolhe muito bem os momentos a serem narrados, conta a história de luta de Mineiro e destaca a rivalidade com o norte americano Kelly Slater.

Prancha de Equilíbrio

Você pode assistir o documentário gratuitamente e na íntegra neste link: clique aqui.

Adriano de Souza falou a imprensa sobre o documentário

A LivreSurf foi convidada na entrevista coletiva de lançamento do documentário de Adriano de Souza.

A vontade com os jornalistas, Mineiro reforçou a história de lutas mas fez questão de trazer a pauta sua amizade com o surfista Ricardinho (Ricardo dos Santos) que faleceu em 2015 mesmo ano da vitória de Mineiro no circuito mundial de surf.

Mineiro, inclusive dedicou seu campeonato mundial a Ricardo dos Santos.

Os jornalistas também trouxeram a amizade entre Mineiro e Jame O’brien. Adriano ressaltou que o surfista norte americano fez parte dessa história de sucesso desde 2014, quando aceitou ajudar o brasileiro nos treinamentos no Hawai. Mineiro resume essa relação em uma frase: “Ganhei um amigo”.

Parafina Fuwax

Sobre o título do documentário, que faz referência a Tempestade de brasileiros no Tour Mundial de Surf, Mineiro contou como esse momento do Brasil no surf ganhou esta denominação.

Segundo o campeão mundial, ele não se sente o Capitão da Brazilian Storm, ele atribui o início desse fenômeno a um WQS em Trestles, onde nas quarta de final, dos 8 atletas que competiam, 6 eram brasileiros. Mineiro lembra que neste evento ele surfara mal (segundo ele mesmo).

#EstamosNaTorcida

Adriano de Souza
Adriano de Souza – Foto Mateus Dumas @m.dfilms

 

 

Mostrar mais

Rodrigo Morais

Especialista no mercado de tecnologia com 17 anos de experiência, focado em segurança da informação. Surfista amador frequentador das praias da vibrante ilha de Guarujá. Fotógrafo especializado na captação de esportes, especialmente o surf. Contato: rodrigo@livresurf.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
loja.livresurf.com.br